terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Abre aspas: Um pouco de mim...



"Me disseram que o céu é uma imensa oficina... Os arquitetos de Deus, certo dia, com as mãos cheias de argila, esculpiram a Miquelle.

Entalharam lábios grossos, a boca com diâmetro acústico e a língua, de tal forma ágil e infatigável, conteria centenas de fonemas em uma só pronúncia.

Deram-na olhos grandes, de forma que pudessem contornar as órbitas das pessoas, seus erros e acertos...

Proporções pueris, para nela conter a delicadeza das coisas pequenas.

As articulações anexas de tal forma leves que confeririam ao andar a impressão de jamais tocar os pés no chão... Como se todo o corpo quisesse dizer alguma coisa: decifra-me ou devoro-te!

E misturaram menina e mulher em uma só coisa, às vezes dócil como uma flor, às vezes impetuosa como mar revolto.

Não preferiram os cabelos loiros, cátaros de tão puro, nem os pretos, com o pecado nas franjas, deram-na, sim, o castanho encaracolado, uma metáfora (irônica?) com o que seriam as idéias em sua cabeça...

Ah, sim, as idéias em sua cabeça... Idéias que assinalariam polidez, bondade e responsabilidade. Entretanto, acrescentaram com precisão aguda doses extras de ‘mulher brasileira’, para que ela pudesse perder o controle de si, gritar e se derramar em lágrimas para, em seguida, reencontrar-se mais forte, viva. 

Após as últimas pinceladas, empacotaram e enviaram às cegonhas."

Fecha aspas...


...Essas palavras foram articuladas pelo meu grande e singular amigo Rafael Amoroso. Pelas verdades nelas contidas, deixo-as aqui para que todos possam conhecer um pouco de mim através de uma pessoa que, de tão bem me conhecer, soube expressar de forma tão completa algo tão complexo.
Fica aqui também o agradecimento por tudo!

Um comentário:

magopatologico disse...

Incrível! Bravo!

quisera eu ter uma definição assim...

Beijos do Daniel