domingo, 23 de março de 2008

Será a grama do vizinho mais verde???




Já me questionei mais de uma vez sobre isso. Esse questionamento aparece sempre quando passamos por um momento difícil, pois é especialmente quando estamos no meio de uma turbulência que a nossa grama perde a cor e a da pessoa ao lado parece ainda mais vivaz.

Ocorre que nem sempre isso é verdade.
Quando olhamos pra grama do vizinho, a vemos bela, verdinha, saudável, imaculada, mas não sabemos o que há por baixo dela.

Aquele namoro doce, feliz, que parece ser inatingível, pode ser apenas o que eles deixam transparecer. Não sabemos os problemas que eles têm, mas que ninguém conhece.

Aquele colega de trabalho que se mostra plenamente feliz e realizado com as tarefas e atribuições que lhe é incumbida, pode estar frustrado e infeliz. Só que ele não mostra isso pra ninguém.

Nunca sabemos quando há problemas com as pessoas, há não ser que elas nos mostrem isso. Caso contrário, a grama sempre estará verdinha e mais viva que a nossa, mas nunca sabemos quando ela está com as raízes podres, sustentada apenas pela aparência.

Passamos por períodos em nossas vidas que, de tão ruins, nos fazem perder a visão realista das coisas, não enxergamos a nossa própria realidade. Essa distorção, em conjunto com o reflexo das coisas boas que aparentemente acontecem na vida dos outros nos fazem perder ainda mais mais a capacidade de enxergar essa realidade, nos trazendo a impressão de que nada dá certo para nós, por mais que nos esforcemos, e dá certo pros outros...

Eles podem não se esforçar tanto assim, pode não dar tão certo assim. Nunca sabemos quando o vizinho está realmente cuidando de sua grama para que ela floresça por inteiro, quando há apenas uma grama aparentemente bonitinha, mas por dentro não há vida, ou quando é o sol que reflete na grama do vizinho, tornando-a mais viva e a nossa mais morta.

Não importa o que faça a grama do vizinho parecer mais verde, ela nem sempre é.

O melhor a se fazer nesses casos, é cultivar a nossa grama sem olhar pra do lado, para que ela floresça e dê a vistosidade que admiramos na grama alheia. Afinal, também nunca sabemos quando o vizinho acha a nossa grama mais verde que a dele...


Um comentário:

trovador disse...

Concordo completamente contigo.
Deveriamos todos nos preocupar mais com o nosso e sentir mesno inveja do outro, embora as vezes a inveja seja necessária.
Se não sabemos que podemos ser melhores, como tentar melhorar?
Se só vemos nossa grama, como saber se ela está boa ou não?

Simplesmente se esforçar ao máximo e se contentar com isso, certamente. Fazer o que pudermos.

MAs algumas pessoas precisam de exemplos, pura e simplesmente pra terem a consciencia de que precisam se esforçar, caso contrário muitas pessoas neeem se importariam com o seu próprio jardim, pode ser, claro, e é muito provavel, que aquela pessoa-exemplo tenha um jardim torto, no final das contas e não seja exemplo de ninguém...

Mas só quero dizer que nem todos podem simplesmente ignorar o jardim alheio, alguns precisam de uns tapas pra acordar pra vida e se levantar! Fazer valer e ter consciencia de que o que ele tem ali NÃO é o melhor do mundo.

Por que tem gente que se gaba da beleza apodrecida do seu próprio jardim...

Bom... Flaei demais já neah?
Tem que postar mais... Adoro seus post's!

Bejos
Au revoir =*