segunda-feira, 3 de março de 2008

As flores que eu não ganhei...



Nunca ganhei flores...

De todos os meus amores
De todos os meus sofrimentos
De todos os meus encantos
De todos os sentimentos...
Não restaram sequer a lembrança do frescor de uma flor

Nem de uma rosa, nem de uma margarida,
nem de uma tulipa, nem de uma orquídea,
nem de um lírio, sequer uma florzinha de jardim...

Nunca soube como é sentir seu perfume
e junto dela a sensação de ser amada...

Não sei por que as mulheres choram quando ganham flores
Não sei por que elas as amam tanto...

Não sei se uma flor é uma prova de amor
ou um simples gesto de carinho...

Não sei se uma flor traz consigo esperança,
auto-estima, singularidade...

Não sei fazer analogia entre flores e amor
entre flores e bem-querer
entre flores e carinho
entre flores e afeição
entre flores e afeição...

O que pode significar uma flor???
Vida???
Melhor seria deixá-las na terra
Para que assim crescessem e florescessem os campos
Para que, vendo seu brilho tivéssemos a inspiração da verdadeira vida
Para que elas tivessem a liberdade de depender apenas do brilho do sol para ter vida...

Deve ser melhor que vê-las murchar num ramalhete...
Isso sim pode significar a ausência de vida
A morte seca, sem água, sem luz, sem a terra fria a sustentar...

Pobres flores
Deve ser por isso que elas são tão presentes na morte
Para que, assim como nosso último suspirar
As flores nos façam companhia em nossa dor...

3 comentários:

trovador disse...

Sabe, sou romantico idealista, deve ter percebido e já entreguei rosas a uma garota. Uma única garota, mas não dei rosas a outras porque não me deram tempo... Sempre me escurraçavam antes qeu eu pudesse dar-lhes meus ramalhetes que me renderam o apelido de "Florista" durante um tempo...

Mas o caso é que me fizestes pensar no por que das rosas, além do seu significado simbólico.

Vai achar engraçado, mas me coloquei no lugar de uma rosa. ¬¬

Sim sim, é engraçado, verdade, mas pare e pense, uma rosa está presa ao caule que lhe dá vida e cortar-lhe o caule é matá-la, verdade, mas não é também libertá-la? Não é o que a mantém viva que a prende? Claroq eu ela morrerá com o tempo, mas morreria com o tempo de qualquer maneira. Viveria de luz e de água por mais tempo, mas se tivesse você que escolher entre uma vida solitária e vegetavita de flor ou de simbolo romantico e apologia do amor, que ecolheria? "Que me arranquem do meu caule e me entreguem a sua amada!" diriam as rosas se pudessem falar e o mesmo diriam as outras flores, por querem também algo além do que simplesmente existir, um viver!

As rosas são as mártires do romantismo e prefiro pensar que gostam disso. Eu gostaria de sê-las, se fosse assim.

Morrer nos lábios de uma mulher que me ganhou é melhor do que morrer por simplesmente chegar minha hora do grande ciclo da vida.

Secam as flores, mas se renovam.
Morrem as pessoas, mas continuam elas a existir.
É só não deixar morrer delas a lembrança.

Me lembro de cada rosa que entreguei como uma amiga que lutou pelo meu amor naquela época.

Agora, quanto ao fato de não teres recebido nunca uma rosa ou flor qualquer... Ah! Isto é injusto!

Merece! Pelo que conheço de você, merece! Mas sabe o que ocorre? Não encontraste o homem certo... Esse sim, lhe dará as melhores flores que poderia ganhar, as dadas com amor.

Beijos Mih!
Adorei seu texto! Me fez pensar MUITO mesmo! o/

E desculpa o jeito lusitano de falar, mas é que acabei de responder um e-mail pra uma amiga portugues e também ando lendo muito Fernando Pessoa. Vivo no Brasil, mas estou a existir em Portugal.

Au revoir ma cheri

Beth Balanço disse...

Blog sobre o Universo Feminino de uma perspectiva divertida e real! Sinta-se a vontade, e por favor, ENTRE SEM BATER.


www.entresembaterweb.blogspot.com

Sagaz disse...

engraçado... nunca dei flores a ninguem, não por não gostar de alguem a ponto de nao dar flores, mas pq acho meio contraditório matar uma coisa bonita e inofensiva como prova de afeição.

já dei uma vez pra uma namorada uma muda q tirei da roseira q minha avó tinha no quintal... só esqueci de um detalhe: essa garota morava em apartamento e n tinha onde plantar (e tbm nao entendeu muito essa minha idéia)