domingo, 21 de setembro de 2008

Só hoje, deixe-me chorar...

















Deixe-me hoje chorar...
Preciso explodir, preciso gritar
Preciso cicatrizar esses estigmas
Nem que seja através das lágrimas

Deixe-me chorar...
Nada me impedirá
Nada me acalmará
Nada justificará...

Quero chorar
Como criança desolada
Como adulta derrotada
Como ovelha desgarrada
Como mulher desiludida
Apenas chorar...

É inútil tentar argumentar
Dizer que não há razão
A dor presente em meu coração
Só eu posso mensurar

Preciso hoje sentir as lágrimas
Brotando em meus olhos
Lavando minha alma
Penetrando pelos poros
Expulsando fantasmas

Amanhã estarei melhor
Os suspiros me curarão
Os soluços me acalmarão
Dissolverá o dissabor...

Estarei mais forte
Serei uma nova mulher
Hei de recuperar meu norte
A coragem de viver...

Mas hoje eu preciso chorar
Até adormecer
Até não mais sentir
Até não duvidar
Que no amanhecer
Poderei novamente sorrir...

Um comentário:

Idiotilde disse...

Como canceriana, sou uma chorona nata e adorei esse texto. Lindíssimo!